Parador Maritacas

Resolvemos aproveitar os feriados olímpicos no Hotel Fazenda Parador Maritacas (Parador Maritacas Spa Resort). Fomos em uma quinta e voltamos na segunda-feira (o check-in é as 17:00 e o check-out é as 15:00).

O hotel fica em Barra do Piraí, a cerca de 2 horas do Rio. São cerca de 110Km, mas é serra e passa dentro de cidades pequenas, então demora um pouco mais.

O hotel é bem agradável. Há uma recepção central, onde ficam também o restaurante e um salão. Você pode parar o carro em frente para descarregar e depois deve descer uma ladeirinha para o estacionamento.

Há uma piscina ao ar livre, com uma área rasa para as crianças e um toboágua bem legal, e um piscininha para os pequenininhos ao lado. Há ainda uma outra piscina aquecida fechada, além de sauna (que não usamos). Um bar serve bebidas e aperitivos. Tem que levar toalhas para a piscina!

Uns 500 metros depois da piscina fica a fazendinha. É pequena, mas bem legal. As crianças gostam bastante. Só morri de pena do pônei, o Parrudo, que levou todas as crianças para passear. E ainda tem um monte de mãe sem-noção que coloca filho grande, maior que o bichinho, pra andar nele! Em frente fica um cuidador com uma charrete, que fica dando voltas com as crianças. Achei a égua bem cuidada, mas cansada. Não tem outra pra revezar com ela.

image

Todo dia de manhã os recreadores passavam no café da manhã convidando as crianças a irem na fazendinha. Depois de visitarem, faziam um “ski-bunda” lá que as crianças adoravam. E tinha também parquinho e pula-pula. Acabava tudo já quase na hora do almoço.

Mais adiante tem um lago para as crianças maiores fazerem tirolesa. Vi de longe e me pareceu meio tosco. A criança desliza poucos (bem poucos) metros pendurada e depois se solta na água. Depois ainda tem um lago com pedalinho e caiaques. Eu havia lido algumas críticas falando que os lagos eram sujos, mas eu não achei. É lago barroso, não é um lago com pedras e nem laguinho artificial.

Tem uma tirolesa maior, para adultos que parecia bem legal, mas não conseguimos andar. As atividades tem horários e equipes responsáveis definidas, não dá pra ir a hora que a gente quer. E as tirolesas são pagas a parte.

Tem um spa, que não utilizamos, um salão de jogos com tacos de bilhar sem ponta (!!), e uma quadra de tênis, que o Gustavo usou e achou razoável, e campo de futebol.

A equipe de recreação era bem legal. Animadores simpáticos e atenciosos. No período em que fomos teve recreação todo dia de 09:00 às 22:00. Era separado para as crianças maiores/pré-adolescentes e para as crianças menores. As menores iam de manhã para a fazendinha e à tarde/noite para o Maritaquinhas, que é uma sala separada, de dois andares, só para as crianças. O Maritaquinhas é bem legal e tinha várias oficinas. Só achei o tapete de EVA muito sujo (eu, fresca como sou, jamais deixaria um bebê brincar lá) e detestei a recreadora colocar as crianças para ver DVD. Mesmo quando tinha só 2-3 crianças ela colocava. Às vezes as crianças estavam entretidas, brincando de boa com carrinhos, livrinhos e ela chamava pra ver DVD. Achei terrível. E, pra piorar, era o mesmo DVD todo dia, e do Topetão!!

Os quartos são meio que ao redor de um jardim central. O quarto em que fiquei, o 106 (acredito que todos os quartos desse lado) tinha uma pequena varanda ao fundo, dando para um rio. Era muito agradável dormir com o barulho do rio ao fundo. Meus amigos que ficaram nos primeiros quartos (103 e 104) reclamaram um pouco do barulho dos talheres vindo do restaurante. O quarto era simples, mas com um bom espaço e bastante agradável. Tinha uma cama de casal e uma bicama. A limpeza não era um primor (poeira embaixo da cama e nas quinas do teto – sim, sou fresca), mas era ok. Como havíamos dito na reserva que havia um bebê de 4 meses, acho que deveriam ter colocado um berço no quarto, mesmo que portátil. Mas como Aurora dorme conosco, nem chequei a ver se teriam. Deveriam também ter posto grade na cama de solteiro, mas pedi e colocaram (uma bem acabadinha, mas que cumpriu a função). As camareiras são super educadas, simpáticas e solícitas.

O que me incomodou bastante foram as roupas de cama e toalhas. Eram velhas, de material de má-qualidade e não eram cheirosas. Apesar de termos pago (caro) para quatro pessoas (cobraram a Aurora, de 4 meses!! Achei um absurdo!), a cama debaixo não estava feita, e o mesmo ocorreu nos quartos dos meus amigos. As toalhas, de banho e de piscina, eram colocadas em número aleatório, nunca havia 4 de cada. Também só colocaram toalhas de rosto e tapete no chão do banheiro depois que pedimos. No catálogo de apresentação estava escrito que as toalhas de piscina deveriam ser pegas na piscina, não devendo ser retiradas do quarto. Não levamos toalhas para a piscina e não havia onde pegar lá. O hotel possui grade removível para a cama das crianças, mas que deve ser solicitada. Também não havia cobertores extra no quarto, só o da cama, que era bem fininho. Os colchões e travesseiros são bons.

Outra crítica que tive foi em relação aos horários das refeições. Achei um pouco tarde, para um hotel bastante voltado para crianças. O café da manhã é de 07:30 às 10:00, o almoço de 12:00 às 15:00 e o jantar de 19:00 às 21:30. Como criança em geral acorda cedo, almoça cedo e dorme cedo, acho que poderia ser tudo pelo menos uns 30 minutos antes. Sem contar que várias vezes o almoço atrasou, até mais de 30 minutos, e as crianças já estavam famintas, com sono, chorando… Achei isso bem ruim.

As diárias são pensão completa, incluindo café-da-manhã, almoço e jantar. Inclui também um “lanche das crianças”, mas desconsiderei porque era só pipoca e biscoito wafer. A comida é bem variada e bem temperada. Nada especial, mas muito gostosa. Achei o buffet um ponto alto.

Outra coisa chata foi que em um dos dias havia uma “festa agostina”. A festa em si foi bem legal, com comida boa e brincadeiras com os recreadores. Só que nesse dia não serviram jantar!! Só se podia comer a comida de festa junina e lá na festa. Ou seja, fui obrigada a levar um bebê de 4 meses para uma festa barulhenta, ao ar livre, no frio, as 20:00, para que eu pudesse jantar! Depois de reclamarmos, serviram ao menos jantar para as crianças no restaurante. Do contrário, duvido que Clarinha tivesse comido direito no meio da festa.

Achei perigoso o fato de que há um corredor externo para os quartos no segundo andar, que dão para um jardim central, e nesse corredor não há tela, assim como na rampa de acesso à recepção. Também não há telas nas varandas. Seria super simples instalar, e bem mais seguro para um hotel que recebe tantas crianças de todas as idades.

No geral, a experiência foi ótima e pretendo voltar com certeza. Clarinha amou e só falava que não queria ir embora nunca mais e que queria ter nascido lá!

Ah, lá só tem sinal de celular, 3G e wi-fi na recepção. No fim das contas, achei isso ótimo!

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s