Paris: onde comer

Depois das atrações para os pequenos, comida! Como sempre, não costumamos fazer muitas refeições na rua. Cozinhamos em casa o almoço das meninas para levar em potes térmicos e damos o jantar delas em casa. Nós dois costumamos almoçar na rua, seja comida em restaurantes ou lanches em cafés, nada muito programado, e depois jantamos em casa (em geral, queijos e vinhos). O blog Paris des Petits tem dicas ótimas. Mas dois restaurantes onde fomos se destacaram e também consideramos alguns locais imperdíveis.

La Reserve de Quasimodo (4 Rue de Colombe): É um pequeno restaurante escondido próximo à Catedral de Notre Dame. É uma taverna do sécuo XIII, que só por isso já vale a visita. A comida é deliciosa, o preço é honesto, e possui um garçom português simpatissíssimo. O restaurante possui uma adega anexa, com uma extensa carta de vinhos, onde pode-se comprar vinhos para levar ou consumir no local.

O Bouillon des Colonies (3 Rue de Racine): Possui uma atmosfera africana e asiática (sem deixar de ser francesa!), uma comida maravilhosa e, ao contrário da maioria, foram extremamente kids-friendly conosco.

A casa de chá Angelina é talvez a mais famosa de Paris. E nela é possível experimentar o chocolate quente que é considerado o melhor de Paris, o Africano. Mas esteja preparado: ele é doce e denso. Para ser degustado com calma, de preferência em um dia frio. E não combina com patisseries muito doces e pesadas. O Angelina possui alguns salons de thé em Paris, mas o mais famoso e antigo fica na 226 Rue de Rivoli. Há outro na 19 Rue de Vaugirard, nos Jardins de Luxemburgo. Todos costumam ficar cheios e ter fila de espera(dá pra checar todos os endereços no site deles).

 

A Berthillon Glacier (29-31 Rue Saint-Louis en l’Île) é uma famosa marca de sorvetes parisiense, e é vendida em vários restaurantes. Os sorvetes são simplesmente divinos. Sua origem é micro loja na Île de Saint-Louis. Corre o risco de se encontrar o Chico Buarque na fila, pois ele é um frequentador assíduo.

 

A Gérard Mulot é uma pâtisserie muito conceituada entre os franceses. A filial da Rua de Seine costuma ficar bem cheia, principalmente na hora do almoço. Lá, além de pães e pâtisseries deliciosas (ah, os macarrons!), tem quiches e saladas deliciosas. Vale á pena comprar para levar e almoçar nos Jardins de Luxemburgo!

Gerard Mulot
Gérard Mulot

O Marché Saint German é um mercado que fica no quarteirão formados pela Rue de Seine, Rue Clement, Rue Mabillon e Rue Lobineau. Por fora, o mercado é cercado de restaurantes e bistrôs. Por dentro, é um mercado, que vende legumes, verduras, frutas, carnes, aves, frutos do mar. É possível (e divino!) degustar uma ostra fresca do mercado enquanto toma vinho em uma das lojas de vinho.

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s